Cavaleiro da Lua promete ser a série mais ousada do Universo Marvel

Cavaleiro da Lua promete ser a série mais ousada do Universo Marvel

Se tem o Oscar Isaac, estou dentro! A nova série da Marvel, Cavaleiro da Lua, marca a estreia do ator no MCU, vivendo um herói pouco conhecido e cheio de mistérios! Exclusivo do Disney+, a série é recheada de referências que vão desde comédias nostálgicas até um terror de arrepiar. Cavaleiro da Lua segue a tendência da Marvel e entrega uma proposta ousada, que promete sair um pouco da fórmula já esgotada nos cinemas.

Não sei você, mas eu, particularmente, não tinha a menor ideia de quem é o Cavaleiro da Lua! Criado por Doug Moench e Don Perlin, a primeira aparição do herói foi em agosto de 1975, no quadrinho Werewolf By Night #32 (Lobisomem), mas só foi ganhar sua história solo 5 anos mais tarde. Desde sua estreia, o herói já teve vários reboots, com alguns quadrinistas famosos assumindo a autoria por um tempo – mas sempre com um arco pequeno quando comparado aos heróis mais notórios da Marvel. Um tema recorrente nas histórias do Cavaleiro da Lua, principalmente nas abordagens mais atuais, é o de transtornos mentais.

O primeiro episódio de Cavaleiro da Lua é uma confusão no melhor sentido. Com uma cena de abertura intrigante, sabemos que o que a série nos oferecerá, por um tempo, são peças de um quebra-cabeça que vai demorar um pouco para se encaixar! Oscar Isaac interpreta Steven Grant, um sujeito meio esquisito, que dorme com o pé algemado na cama, fala com um peixe e trabalha numa loja de souvenir do British Museum, na ala de produtos infantis – mas o que ele queria mesmo era ser guia do setor egípcio (saudades do Killmonger para falar como tudo aquilo é roubado!!).

As primeiras escolhas criativas autenticas se apresentam quando Steven Grant sofre seus lapsos de memória – algo que acentua sua estranheza é como ele parece não se lembrar de dias inteiros da sua vida! Grant sofre do que, parece, ser um transtorno dissociativo de personalidade, e a forma como o diretor Mohamed Diab escolhe ilustrar esses momentos é criativa, dando dinamismo e suspense para a trama!

Sob o ponto de vista de Grant, tal como o personagem, somos jogados em um mundo maluco do nada, não entendemos o que está acontecendo e Oscar Isaac é o guia perfeito: engraçado, espontâneo e curioso! O ator vive uma das suas melhores performances, conseguindo transitar com naturalidade entre os diferentes os gêneros que a série busca abordar. No entanto, é quando tem que assumir a sua outra personalidade, de Marc Spector, que percebemos o quanto a escalação do ator foi precisa!

divulgação | Cavaleiro da Lua série da Marvel no Disney+

Cavaleiro da Lua tem um primeiro episódio potente e ousado, principalmente porque, além de introduzir um novo herói e universo, apenas faz perguntas e não nos oferece quase nenhuma resposta! Ele é dinâmico e intrigante, porém a confusão pode afastar alguns expectadores, já que não existe nada familiar nesta história, nem relacionado ao MCU, nem uma pista de para onde estamos indo ou o que está acontecendo. É apenas no segundo episódio, mais devagar, que acompanhando Steven Grant em uma busca desesperada por respostas, já que a sua vida virou completamente de cabeça para baixo e existe, inclusive, criaturas mitológicas em seu encalço.

Além de Oscar Isaac, um dos maiores triunfos de Cavaleiro da Lua é o mergulho na mitologia egípcia, uma abordagem completamente fora da zona de conforto da Marvel! Logo nos primeiro episódios já vemos alguns deuses, principalmente Khonshu, responsável pela identidade do Cavaleiro da Lua! Sem poupar orçamento, a Marvel caprichou no visual das criaturas mitológicas e, ao que tudo indica, ainda veremos muito delas! Os poderes “mágicos” não tem o mesmo investimento, mas, ainda bem, não aparecem tanto assim!

divulgação | Oscar Isaac como Steven Grant, Cavaleiro da Lua

Cavaleiro da Lua é dirigido por Mohamed Diab, egípcio (yaaaay). Engajado com a cultura egípcia, trazer “own voices” é um acerto da Marvel (e um avanço, né?), sua representatividade vai além de rostos diversos, traz respeito e foge de representações rasas e estereotipadas. Além do aspecto super interessante da mitologia egípcia, Diab prova seu talento ao conseguir mesclar diversos gêneros de forma orgânica e inserir as típicas piadinhas da Marvel (não desistem, pessoal) de maneira divertida – graças, também, a entrega de Oscar Isaac ao projeto.

A série mistura referências divertidas do clássico Uma Noite no Museu (juro, é tudo) e terror psicológico característico de Mike Flanagan (responsável por Doutor Sono e A Maldição da Residência Hill). As cenas de terror são super bem encaixadas e elaboradas, deixando alguns pelinhos arrepiados! É, de longe, a produção mais mística da Marvel, apesar de não dar medo de verdade, o terror é empolgante e o suspense criado pelo quebra-cabeça do roteiro funciona muito bem – Cavaleiro da Lua tem a atmosfera que esperamos até hoje ver em Doutor Estranho.

Como uma produção Marvel, as piadinhas do roteiro se excedem e cortam o clima – ficamos pouco tempo na atmosfera terror até surgir o alívio cômico. No entanto, Oscar Isaac consegue dosá-lo bem em seu personagem e fazer disto um traço de personalidade orgânico. Steven Grant, quando sob pressão, é gente como a gente e destoa, um pouco, do personagem típico de terror – às vezes lembra o personagem de Brendan Fraser em A Múmia (inclusive toda essa aventura pelo Egito, com uma vibe Indiana Jones está super presente). O protagonista tem um humor sagaz e ingênuo e surpreende com suas escolhas, principalmente porque são inteligente de um jeito vida real, sem a coragem imprudente ou arrogância de grande parte dos heróis.

divulgação | Cavaleiro da Lua série da Marvel no Disney+

Enquanto o primeiro episódio só nos deixa perguntas, o segundo oferece algumas (poucas) respostas, mas o faz de maneira lenta, cortando um pouco o ritmo frenético. No entanto, é nele que conhecemos melhor o potencial vilão, Arthur Harrow, vivido pelo incrível Ethan Hawke! Promessas foram feitas com o embate desses dois, vamos ver.

Os dois primeiros episódios de Cavaleiro da Lua funcionam juntos como uma boa introdução, marcando o fim do primeiro ato da série e nos deixando ansiosos para os próximos episódios. A maioria das cenas do trailer já aconteceram, então é seguro dizer que tem bastante mistério para acompanharmos. Essa é a primeira série da Marvel que, por enquanto, não conhecemos nenhum personagem, ou seja, é tudo novo e nem sabemos como isso tudo vai se relacionar, o que é positivo e cheio de possibilidade! Cavaleiro da Lua estreia no dia 30 de Março no Disney+.

Eu, pessoalmente, fiquei encantada com o universo proposto! Marvel, pode manda mais terror, mais mitologia egípcia e, principalmente, mais Oscar Isaac. Pela minha breve apuração, a série irá destoar bastante dos quadrinhos e Diab disse em entrevista que adaptaram bastante coisa – para melhorar o contexto egípcio e ficar com menos cara de estadunidense falando abobrinha. Longe do núcleo espaço (que, honestamente, imaginei que o herói fazia parte hihi), Cavaleiro da Lua soma muito ao MCU e pode se tornar um grande destaque, principalmente porque ele não parece muito simpático, vou aguardar ansiosa esses desdobramentos.

Olá! Eu sou a Thais Teixeira, especialista em criação de conteúdo e acúmulo diversos cursos geeks, desde crítica de cinema até coisas bem específicas. Adoro escrever e sinto que a leitura é um momento quase meditativo, por isso sou do time #bringtheblogsback!

Twitter | Instagram | TikTok
@withluvthai
Contato:
thaisftr@gmail.com
Anúncios

posts mais recentes

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

você também pode gostar:

Crie um site ou blog no WordPress.com

%d blogueiros gostam disto: