Buscando … (Searching) é um suspense digital brilhantemente construído

Buscando é um dos melhores filmes de suspense policial que já assisti. Disponibilizado esse mês no HBO GO, o longa aborda o drama de um pai viúvo procurando a filha adolescente desaparecida. Pela sinopse, é esperado que surja Liam Neeson com um revolver batendo em bandidos atrás de uma mulher da família sequestrada, porém, o filme foge completamente desse estereótipo e entrega um suspense vida real. Buscando é experimental e consegue prender o expectador logo nas primeiras cenas.

É impossível falar do filme sem começar pela sua estética. O grande chamariz da obra é a forma como ela é contada: por meio de um computador. Ao assisti-lo é como se estivéssemos navegando por um pc – não existe uma cena sequer que seja nos padrões do cinema, e isso ajuda a criar uma atmosfera sufocante. É como se o filme fosse em primeira pessoa e nós seríamos David Kim (John Cho), o pai desesperado atrás da filha Margot Kim (Alex Jayne Go), fuxicando suas redes sociais tudo mais.

É por meio do computador que Sr. Kim procura evidências de onde a filha possa estar, realiza chamadas via facetime, entra em sites, arquivos, tudo. Desde o início vemos a história dessa família ser contada via arquivos e redes sociais. Essa identidade forte do longa cria uma linha de conexão para os pensamentos e emoções dos personagens sem expressar por meio de falas, além de permitir que o expectador seja parte dessa investigação. Todos os detalhes apresentados tem uma razão de estar lá. A produção é impecável, cada nome de arquivo, de contato no telefone, senha das redes, tudo é milimetricamente calculado. Eu fiquei abismada com o capricho e com a dedicação para trazer esse filme para a realidade.

buscando suspense digital

No entanto, a incrível produção e inovadora técnica narrativa só são possíveis por causa do roteiro impecável. A história consegue sustentar esse formato porque é realmente boa, bem construída e amarrada. Ela é repleta de plot twists e segue num ritmo frenético de revelações, surpreendendo a todo instante, só que de um jeito bem desenvolvido.

Buscando segue a ideia clichê de uma família que, devido a uma tragédia, para de se comunicar e vivem na bolha da própria dor, especialmente lidando com adolescente, mas o filme não fica nessa superfície e aprofunda as complexidades das relações. Além de mostrar a realidade online das situações que acontecem corriqueiramente e tecer um grande crítica ao comportamento das pessoas no meio digital, a incompatibilidade com a vida real e a crueldade que podemos encontrar lá – e como ela serve de válvula de escape para muita gente.

É impossível não se colocar no lugar de David Kim e sentir um desespero terrível e uma curiosidade mortal de saber que raios aconteceu com sua filha. Conforme as revelações vão acontecendo, e nós vamos, individualmente criamos nossas suspeitas, pistas são deixadas e, ao final, entrega o que os sinais dispersos queriam dizer. A minha crítica se restringe as cenas finais, quando todo o mistério é revelado, pois acredito que nesse ponto o filme correu para a conclusão, e poderiam ter explorado uns cinco minutos a mais da situação, principalmente porque ele é curto com 1h42min – gostaria de ter visto mais os impactos das descobertas e tudo.

buscando suspense excelente

John Cho é um ator espetacular e segura o filme inteirinho na webcam. David Kim é um personagem bem construído e foge do estereotipo tanto asiático quando da filha sequestrada. Ele tem um emprego e uma vida normal, nada envolvido com questões policiais, nada de arranjar uma arma ou coisas semelhantes. O seu envolvimento com as investigações são completamente vida real e compreensíveis, fazendo o que está ao seu alcance como cidadão comum. E, também, não é um PhD em computação, tendo conhecimentos básicos, raciocínio lógico fácil de acompanhar, e soluções plausíveis para o cidadão médio lidando com tecnologia – é quase um Nev Schulman do Catfish HAHA.

Buscando é um filme excelente! Eu estava muito ansiosa para assisti-lo desde seu lançamento nos cinemas, em 2018. Felizmente, agora, ele está disponibilizado no HBO GO e valeu cada minuto de espera. É um suspense muito bem desenvolvido, vida real e com uma construção que permite o expectador participar das investigações e entender o resultado final. Eu acredito, inclusive, e esse processo do longa diz muito sobre nós – as pistas e as interpretações que fazemos conforme os eventos vão aparecendo diz muito sobre nossas experiências e expectativas, cada pessoa pode ter uma impressão diferente e concordar ou não com as inferências de David Kim. Recomendadíssimo pela narrativa inovadora, roteiro bem construído, e protagonismo asiático!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s