Mônica por Bianca Pinheiro – Duas HQs de intensas emoções para a Dona da Rua

Bianca Pinheiro assumiu uma responsabilidade enorme quando aceitou o convite de ser responsável pela maior personagem dos quadrinhos brasileiros: Mônica! O projeto das Graphics MSP traz nossos queridos companheiros dos gibis sob um novo olhar, com histórias um pouco mais profundas e intensas. E é nesse cenário que a premiada quadrinista brasileira escreve uma das narrativas mais delicadas e lindas para a Dona da Rua.

Eu conheci o trabalho da Bianca Pinheiro pela fofíssima HQ de Bear, na qual conta a história de uma menininha perdida que conta com a ajuda de um urso para encontrar seus pais e sobreviver aos perigos de um mundo medieval, fantástico e levemente doidinho. Apesar de outros trabalhos independentes e destinados ao público mais adulto, acredito que Bear é o principal ponto de partida para o desenvolvimento das histórias da Mônica, tanto pela semelhança do traço quanto pela personalidade de Raven e a líder da turma.

LRM_EXPORT_429583185961545_20190422_180819708.jpegO primeiro trabalho dessa parceria foi Força, publicado em 2016 pela Panini. Nele vamos acompanhar Mônica enfrentando uma grande dificuldade no âmbito familiar e que não pode simplesmente dar umas coelhadas para resolver o problema, então ela precisa aprender a usar um novo tipo de força para conseguir encarar essa situação. Logo na estreia do seu trabalho na Maurício de Sousa Produções a quadrinista consegue criar uma das histórias mais sensíveis que já li nesse universo. As emoções de Mônica são quase palpáveis não só pelas expressões da personagem, mas por todo o conjunto da composição de cena, do silêncio e pelo uso figurativo de ideias que dão vida a emoções.

LRM_EXPORT_429216160116269_20190422_180027713.jpegCom muita sensibilidade, Bianca Pinheiro trouxe uma história dolorida, real e honesta sobre uma realidade que muitas crianças eventualmente acabam vivenciando. Meu coração ficou o tempo inteiro muito apertado pelos sentimentos triste e confusos que Mônica estava descobrindo. Por diversas vezes me enxerguei na personagem, e isso só intensificou a minha experiência. É um quadrinho delicado e brutal ao mesmo tempo, e traz a luz um tema que é tabu para todas as idades e famílias, um lado sombrio da intimidade e que ninguém fala muito a respeito, sob a perspectiva de uma criança. Apesar do tom infantil, essa é uma história que não tem idade e que vai mexer com todo mundo. É a leitura gostosinha de um gibi da Mônica, com um viés um pouco mais denso e reflexivo.

LRM_EXPORT_429282399442337_20190422_180133952.jpeg

Depois de Força, chegou a hora de repetir a parceria de sucesso e esse ano, 2019, Bianca Pinheiro publicou seu segundo trabalho com a Dona da Rua, intitulado Tesouros. Em uma viagem que tinha tudo para ser um saco, começando já toda errada com Sansão sofrendo um terrível acidente, Mônica acaba se surpreendendo com um novo amigo e, junto com nossa companheira dentucinha, vamos aprender a valorizar os pequenos tesouros da vida. Reprisando a delicadeza em tratar de temas tão sensíveis, a quadrinista, mais uma vez, nos enche de fofura e aperto no coração.

LRM_EXPORT_429490739500111_20190422_180647262.jpegTesouros é uma história mais leve, entretanto, nem por isso menos significativa. Ela apresenta muitas nuances e sutilezas que vão envolvendo o leitor e mostrando que a beleza de tudo está na apreciação de pequenos momentos simples, mas intensos. Eu diria que Tesouros é continuação de Força, e, apesar das narrativas funcionarem em separado, é uma experiência muito mais completa e enriquecedora quando lidos em sequência. Falo isso pois não li na ordem e senti uma pequena quebra na construção – não afetou minha emoção e envolvimento, mas tem uns spoilers que faz a história funcionar melhor de forma sequencial.

De um trabalho para o outro é possível perceber a evolução de Bianca Pinheiro. A quadrinista aperfeiçoo sua arte e o que antes já era uma graça, agora está ainda mais lindo e encantador. Além de uma história rica, meiga e sensível, a qualidade gráfica das HQs é impecável, e, embora eu seja suspeita para falar, o traço de Bianca é maravilhoso! Ademais, existe todo um capricho com a obra, detalhes, bastidores da produção, tudo para tornar a experiência ainda mais valiosa – e conta com easter eggs de Bear ❤

LRM_EXPORT_429367022386238_20190422_180320371.jpeg

É possível também notar a mudança nas cores do quadrinho. Eu atribuí a isso um misto entre a evolução artística da autora e a mudança na atmosfera da história. A paleta de Tesouros é mais alegre, colorida e clara do que em Força, e isso conversa muito com o universo das duas histórias e, mesmo que diferentes, ainda criam uma continuidade autoral – uma identidade para os quadrinhos.

LRM_EXPORT_428747176397489_20190422_175220442.jpeg

Bianca Pinheiro trouxe com maestria a sua ressignificação da personagem mais famosa do Brasil e mostrou porque é uma premiada artista. As Graphics MSP foram uma ideia brilhante, e a cada leitura eu me apaixono ainda mais pelo projeto, que permite continuar em contato com a minha turma preferida, conhecer o trabalho de vários quadrinistas brasileiros e oferece histórias que não tem faixa etária para serem desfrutadas. Com uma obra impecável, acompanhamos Mônica em duas aventuras cotidianas nas quais ao mesmo tempo que apertam nosso coração, nos enchem de nostalgia, amor e muita fofura. Os dois quadrinhos são uma leitura rápida e deixam muita saudade quando terminam. Eu recomendo para todas as pessoas, fãs ou não de HQs, criança, adolescente ou adulto.

LRM_EXPORT_428842846834844_20190422_175356113.jpeg

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s