Loja de Unicórnios – Brie Larson mostra a magia de quem sonha [Crítica]

A mágica acontece quando uma sucessão de coisas improváveis se misturam e fazem inacreditável. A verdadeira essência de toda essa experiência inesperada está na verdade e na espontaneidade que elas transmitem. Combinar um conjunto de fatores aleatórios é brincar com as expectativas da audiência, o que pode ser perigoso. Felizmente o mix maluco de Brie Larson, Unicórnios e Netflix ultrapassa o esperado.

Loja de Unicórnios é o lançamento dessa sexta-feira (05/04) no streaming vermelhinho e também a estreia de Brie Larson como diretora. O filme vai retratar a história de Kit (Brie Larson), uma jovem que deseja ser artista, mas acaba sendo expulsa da faculdade e voltando para a casa dos pais. Crente que é um grande fracasso para a família, ela se vê perdida e desiludida a perseguir seus sonhos, resolvendo seguir o caminho normal das coisas, arrumando um emprego comum numa empresa padrão. É nesse cenário melancólico que Kit recebe o mais inesperado convite, para conhecer “A Loja”, um local que ninguém nunca ouviu falar.

Sabe a sensação de assistir a um filme que poderia ter sido feito por você? Foi exatamente assim que me senti. Com o roteiro de Samantha McIntyre, a história vai abordar como é difícil ser uma pessoa diferente numa sociedade tão padronizada. Por meio de metáforas divertidas e simples de serem assimiladas, o filme vai explorar a transição para a vida adulta e as dificuldades em perseguir um sonho e acreditar nele (e em você) durante todo esse percurso. É um roteiro leve e muito rico em seus simbolismos, que não subestima a inteligência do expectador, mas, ao mesmo tempo, procura ser explicito com suas intenções.

Toda a linguagem debochada e irônica da escrita não poderia ter sido melhor representada em tela se não fosse pela direção de Brie Larson. O filme marca o debute da atriz na posição de diretora e ela consegue, de uma maneira sensível e divertida, mostrar ao que veio. Por meio da atuação e direção, Brie traz uma verdade incrível a personagem de Kit, que é complementada pelas roupas, pela arte que produz, e pela sua atitude diante das situações mais inesperadas. Tudo em cena contribui para conta a história e os sentimentos da protagonista. Kit é uma menina sonhadora, que acredita no impossível e encontra dificuldades em se encaixar no que a sociedade espera dela – tanto no âmbito profissional quanto familiar. Larson trabalha muito bem esse sentimento por meio das cores, contrapondo o colorido e brilhoso com tons neutros e opacos.

I’m just doing what everybody else is doing

Loja de Unicórnios é uma obra que eu estava muito ansiosa para assistir, e que acabou por ser exatamente o que eu queria e precisava. Como disse anteriormente, o filme é basicamente sobre mim, feito sob medida para a pessoa completa que sou hoje! A identificação com Kit foi imediata, e mesmo que a personagem de Larson seja quase uma caricatura, ela é construída de uma forma sensível e real. Logo no início do filme vemos como Kit é uma pessoa com brilho próprio (literalmente, coberta de glitter – como não amar? Haha), e que a sua divergência dos padrões estabelecidos são motivos de punição. O filme martela na tecla de como as pessoas exigem que você seja diferente, mas, ao mesmo tempo, uma diferença controlada que no fundo não seja tão ousada e inovadora assim.

US 3

É com essas reprovações externas de pessoas cuja autoridade reconhecemos que temos uma crise de autoestima e caímos na armadilha de achar que estamos errados e sendo tontos. Esse sentimento de reprovação e necessidade de se adequar ao mundo – porque é isso que nos é vendido como amadurecer – que Kit entra na cilada de se colocar dentro de uma caixa imposta pelos outros, mas que não serve para ela. E durante o filme vamos acompanhando o crescimento da personagem, o verdadeiro amadurecimento e o processo de aceitação interna para conseguir ir em busca do seu sonho!

Who are we to say what is real or is not real in a mind of a true believer?

O final da jornada de Kit é catártico (dada as proporções) e me emocionou demais! O filme tem todo um ar meio bizarro e fofo, que é a cara da protagonista e conquista, envolve e entrega, numa cena meio maluca, toda a emoção da personagem. Alguns diálogos foram meio expositivos? Sim, mas, no calor do momento, não comprometeu a experiência maravilhosa que tive. Com apenas uma hora e meia, o filme dura precisamente o tempo que precisa, entregando um excelente desenvolvimento de personagem, com uma mensagem bonita e empoderadora.

US 1

O longa não poderia ter vindo em momento melhor, e se tornou a opção perfeita para o Reboot do blog. Ele representa exatamente todo esse espaço: a busca pelo meu sonho de produzir conteúdo; o meu amor e devoção por unicórnios (sim, eles são reais no filme e na vida); os tropeços nessa caminhada de acreditar em si mesma e não esperar aprovação de ninguém; começar algo que não sabe onde vai dar, mas sente no seu amago que É ISTO e; glitters e arco íris para colorir o mundo! Além disso, The Geek Drama tem como missão incentivar e trazer a luz trabalhos feitos por mulheres, sobre mulheres, com “complex female characters”, aprender e debater representatividade e diversidade, e Loja de Unicórnios é tudo isso!

A grande surpresa, mas nem tão grande assim se assistiu aos trailers, fica por conta da presença do ilustríssimo Samuel L. Jackson como … O VENDEDOR DE UNICÓRNIOS. É isto, nada mais precisa ser dito para convencê-lo a apreciar essa obra prima do streaming internacional.

The most grown up thing you can do is failure in what you really care about

US 2

Fica claro aqui que este já é, seguramente, um dos meus filmes preferidos da vida. Entretanto, a fim de alinhar as suas expectativas e não ir tomado de um hype desproporcional, em termos técnicos e práticos é mais um filme da Netflix – ótimo dentro do padrão criado pela plataforma. Tem seus clichês, que horas entram como ironia, hora são reinterpretados. A magia do filme está, justamente, em conseguir expressar com tanta criatividade e sensibilidade algo que não é apenas comum a mim, mas universal! Eu, que sempre foi essa pessoa “das coisas mágicas”, vi ela acontecer diante dos meus olhos, em um filme que juntou muito mais do uma atriz incrível e unicórnios, mas um propósito e uma força de seguir sendo exatamente a pessoa que você é!

Loja de Unicórnios é praticamente a realização de um sonho – um filme que facilmente poderia ter sido meu haha, é, inclusive, o significado da minha tatuagem. Se você curte um filme “classe média sofre” + realismo fantástico + elenco maravilhoso + vida é cruel + o importante é ser você e seguir seus sonhos = essa é a minha indicação! São um hora e meia de muito glitter e cores, e no final você ganha um coração quentinho e brilhoso!

Comenta aqui se você se empolgou em assistir e/ou quiser um video com spoilers explorando as metáforas do filme!! 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s