Apontar para a Estrelas. Mirar. Disparar.

Mais uma história inspirada em princesa da Disney? Sim! Mas quem é que não gosta de um belíssimo conto de fadas adaptados à realidade? E, ver nossa Cinderela vestida de cosplay em uma convenção nerd é motivo suficiente para te convencer a ler este livro, mas existem outros também!

No livro vamos acompanhar duas histórias, a de Elle e a de Darien. Elle é uma jovem órfã, que está no último ano do ensino médico, e mora com a madrasta e duas irmãs postiças – bem no estilo empregada mesmo – e que trabalha em um Food Truck vegano. A maior ligação de Elle com os pais é Starfield, uma série de ficção científica na qual o casal era obcecado, fazendo cosplay e criando uma convenção dedicada a ela: Excelsicon. Após anos de seu final, a série sofrerá o famoso Reboot, em forma de filme, o que deixa Elle animada, mas muito preocupada, como todo fã fica com uma notícia dessas. Principalmente com a notícia de que seu personagem favorito, o Carmindor, será vivido por Darien Freeman, ator principal de uma série teen muito famosa, mas de qualidade duvidosa.

Darien freeman é um ator jovem, bonito, desses que arrastam multidões de fãs adolescente loucas por onde passam. Mas foi graças a essa fama, e seu talento, que o rapaz conquistou o papel mais importante da sua vida, e que o deixa muito inseguro. Acontece que Darien também é fascinado por Starfield, e reencarnar o papel de alguém que ele tanto admira não será fácil, ainda mais com um fandom tão fanático que acredita que ele não passa de um rostinho bonito.

Apesar da implicância de Elle com a escolha do elenco, quando a produção do filme anuncia um concurso de cosplay valendo ingressos para a première do filme e uma quantia em dinheiro, a garota decide que essa é a sua chance. Assim, com a ajuda de sua amiga Hera, as duas tem a missão de fazer um cosplay incrível, como o de seus pais, e ir até a convenção que eles criaram para ganhar o concurso – que terá Darien como um dos jurados.

IMG_1823

Devo confessar uma coisa: nunca fui muito fã da Cinderela quando criança. Achava que ela era uma princesa muito sem graça – hoje acho que é por causa da época que o conto foi criado, e que eu preciso assistir de novo. Entretanto, cresci cercada de reboots, reescritas, adaptações, de tudo um pouquinho sobre a princesa, e eu amo praticamente todas. No entanto, a principal é A nova Cinderala.

O filme estrelado por Hilary Duff é um hino adolescente da minha época, se você nunca assistiu, você é meio esquisito haha. Eu amava tanto esse filme a ponto de o moço da locadora questionar porque eu o estava alugando de novo, e de novo. O ponto é a história do filme é MUITO maior que um romancinho entre o Rei do Football e a garota excluída. Nessa história nós temos representatividade (mais ou menos) amizade verdadeira entre homem e mulher, amigas se ajudando e lutando uma pela outra, uma lição belíssima sobre seguir em frente e lutar pelos seus sonhos. Sam é uma menina INCRÍVEL, heroína da própria história! Tem até um pouco de orgulho e preconceito ali, escondidinho.

Geekerela tem a mesma pegada. Assim como Sam e Austin, Elle e Darien começam a troca mensagens no celular, sem saber quem são. A história é muito parecida, por que, afinal, ali no cerne, elas são a mesma narrativa. Só que temos mais de representatividade e muito mais Girl Power. A amizade de Elle e Hera é muito maravilhosa. Além disso, as irmãs de Elle, Chloe e Calliope, tem personalidades, são aprofundadas, e são diferentes. As duas são desenvolvidas como dois seres humanos separados, o que a gente não vê muito nas adaptações.

Isso é algo muito legal em toda a leitura: praticamente todos os personagens são desenvolvidos e você conhece cada um deles. Eles têm camadas, motivações plausíveis, profundidade e desenvolvimento. A história segue um rumo previsível porque já conhecemos de cor o que acontece em Cinderela, mas cada pessoa ali é única, e é impossível não sentir empatia pelos protagonistas. Sem dúvidas, os personagens e os seus arcos são um grande trunfo do livro! Temos elementos clássicos adaptados ao universo criado: tipo um Food Truck de Carruagem de Abóbora! Um baile de Cosplay! Sério, como não amar?

IMG_1820

Outro ponto que ganhou meu coração foi o subtema, o amor dos personagens principais por Starfield. Essa série de ficção científica foi criada para o livro, e está ali junto com Star Wars e Star Trek (ou seja, se passa no espaço, eu amo tudo no espaço). A história de Starfield, pelo pouco de contato que tivemos no livro, é incrível! Mas o amor que Elle e Darien tem pelo seriado é ainda mais apaixonante. Eles encontraram nesse programa antigo um conforto, um quentinho no coração que as adversidades da vida nunca lhes deram. Starfield significa muito para eles, os personagens são os amigos que nunca tiveram, são o modelo que cresceram se inspirando.

Quem é muito fã de alguma série, saga, livro, filme, whatever, sabe como é esse sentimento. Ashley Poston conseguiu transmitir o que é ser fã de algo de uma maneira ímpar, sensível e honesta! Muitas pessoas não entendem o que é encontrar numa obra assim um significado tão verdadeiro para vida. É uma coisa que não dá para explicar, só sentir! E também é algo que conecta as pessoas de uma forma verdadeira – quem nunca fez amigos por causa de Harry Potter? Game of Thrones? Uhm? A representação que a autora fez de todo esse universo geek/nerd foi impecável, e era impossível não sorrir e sentir um abraço no coração.

O livro também está repleto de referências de Senhor do Aneis, Doctor Who (<3) e outras coisas mais. Os capítulos são alternados entre Elle e Darien, e é um recurso perigoso, mas que Ashley conseguiu usar muito sabiamente. Cada um tem sua própria voz, nos aprofundamos na trama deles e às vezes temos vontade de gritar com as coisas que eles estão fazendo! É uma leitura muito leve, divertida e envolvente, com capítulos curtos e faz sempre querer ler mais unzinho. E também consegue deixar um nozinho na garganta.

Geekerela é uma mistura do filme A Nova Cinderela e o livro Fangirl, da Rainbow Rowell, duas obras que sou apaixonada, e com essa não podia ser diferente. Essa foi uma das minhas leituras preferidas da vida! É uma história sem segredos, mas que atacou direto meu coração. E foi amor à primeira vista, por que desde a primeira vez que o vi na livraria, eu sabia que a gente havia sido feito um para outro, e estava certa! A sensação que eu tinha enquanto lia era que alguém estava me observando a vida inteira e resolveu me escrever em um livro HAHAHA (meio pretencioso, mas SÓ tinha coisa que eu gosto, socorro).

Se você quer um livro divertido, leve e muito amorzinho, já sabe o que ler! E fica ai o pedido para Ashley Poston de lançar mais livros, pois estou ansiosa. Se alguém já leu, ou quando ler, venham comentar comigo, pois quero falar sobre e não tem ninguém aaaa.

IMG_1824

PS: Eu também AMO o Live Action de Cinderela da Disney! Vocês já repararam que cada história da princesa tem uma frase de efeito? E são todas SENSACIONAIS? Geekerela também tem a sua ❤

1 comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s